terça-feira, 25 de janeiro de 2011

o fantasma da (o) ex


Dificilmente você namora ou está enrolado com uma pessoa 0 km. Seu grande amor provavelmente já teve um outro grande amor antes de você, assim como você tem alguma quilometragem percorrida também. Normal. O problema é quando o ex do seu amor não ficou no passado: ainda ronda o presente.


Você achava que ele estava morto e enterrado, mas que nada, o fantasma ainda assombra. Manda e-mails pro seu amor, telefona de vez em quando, surge nos mesmos lugares em que vocês estão. Uma praga. Vocês construíram uma relação supersólida, está tudo indo mais do que bem, não há motivo para desconfiança ou insegurança.
Mas até quando? O ser humano é saudosista por natureza. De repente, num momento de carência, você pode não estar por perto e o seu amor se deixar levar por uma sessão nostalgia. Quem garante que não?


Ninguém garante nada nesta vida. Mas não vejo muita razão para alguém se preocupar demasiadamente com os ex. Eles já tiveram sua vez. Por alguma razão, não deu certo. Eu sei, eu sei, isso não quer dizer absolutamente nada, os dois podem ter continuado a se amar mesmo assim, eles podem ter deixado arestas por apontar, eles podem ter coisas entaladas na garganta para dizer um ao outro. Brrrrr. Assustador. Mas também é muito provável que, se eles tentarem de novo, vão esbarrar nos mesmos problemas que os fizeram separar. Ex é prato requentado. Quase um parente.


Eu não tenho fobia com ex, ao menos não com um ex que tenha sido bem vivido, bem curtido. Fico mais apreensivo em relação àqueles que podem vir a ser casos passageiros, aventurazinhas bobas, mas que podem surpreender. Não temo fantasmas, temo gente bem viva, bem acordada, oferecendo novidades, fantasias. Ex é um direito adquirido. Chegou antes. Tem privilégios. Merece respeito. E se seu grande amor cair nessa armadilha, terminar com você e voltar para o passado, relaxe, não se apavore. Será sua vez de assombrar. O ex agora é você.


Por Martha Medeiros

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

maand van de collage 2010 - exposição

O festival Maand Van de Collage, foi criado em 2010 e teve sua primeira edição na Holanda, mais precisamente na cidade de Rotterdam.
Em sua estréia o evento reuniu aproximadamente 50 artistas de diferentes países, como França, Estados Unidos, Bélgica, Holanda e Brasil, expondo em 10 diferentes locais.
Sete artistas brasileiros apresentaram alguns de seus trabalhos no Maand Van De Collage, evento este que promete se consolidar como uma bienal de colagem.
Tive o privilégio de participar desta primeira edição. O amigo Roberto Bíscaro traduziu meus textos para o evento. No dia 24 de outubro de 2010, às 20h, abrimos nossa exposição na galeria de arte da bolsa de valores de Rotterdam, no World Trade Center, a experiência foi ótima.
Agora que venham as próximas edições, mãos e tesouras preparadas para novos trabalhos.

colagem coletiva Holanda - 7ª edição/2009

Exposição coletiva de colagem, no Stúdio Karin de Visser, antiga câmara municipal de Rotterdam, em Hillegersberg.
Nove artistas apresentaram suas idéias sobre colagem, Annet Scholte, Els van Lieshout, João Colagem, Karin de Visser, Lizzy Nieuwenhuis, Michelle van Dijk, Marcel Prins, Roel Wester e Wemerson Dhamaceno.
Os trabalhos ficaram expostos de 13 de novembro de 2009 a 17 de janeiro de 2010.

exposição e oficinas no sesc de Araçatuba/sp

exposição na VI semana do livro e da biblioteca das faculdades Aphonsiano - Trindade/GO - 2008


Participei dessa 6ª semana do livro e da biblioteca das faculdades e colégio Aphonsiano. O homenageado dessa edição foi Machado de Assis.
Este evento também contou com a exposição de trabalhos dos artistas João Colagem (colagens) e Henry Fróes (fotografia). Na abertura tivemos Chillon Júnior e Lorrane Levita com apresentações musicais.

exposição - colagem coletiva Brasil - museu do sol - Penápolis/sp 2008

Colagem Coletiva Brasil  foi uma exposição realizada no Museu do Sol (museu de arte Naif), primeira instituição latino-americana especializada no gênero.
Foi um evento que além da exposição, realizamos oficinas de colagem para alunos da rede municipal, rede estadual, alunos do museu e professores locais.
Na parte de novos talentos, convidamos Laila Manieri (colagens).
Abrimos a exposição com apresentações variadas, onde Valmir Félix encantou a todos com suas composições e interpretações musicais e o Dr. Smiley Castelo Branco declamou poesias de sua autoria. Perfeito!

bazar - espaço livre arte livre - Penápolis/sp 2008

Bazar com Celina Passafaro (ceramista), Carlos Alberto Bachiega (arquiteto) and me... com as colagens.

oficina de colagem no projeto férias mais da livraria sophia - Penápolis/sp 2008

Em 2006 lançamos o projeto Férias Mais da livraria Sophia. Vários profissionais participaram deste evento. A idéia principal do projeto era oferecer variados workshops à comunidade e em contra partida os participantes doavam alimentos não perecíveis, os mesmos eram repassados à entidades carentes de Penápolis.
Em sua segunda edição (2007), o Férias Mais foi prestigiado por mais colaboradores, dentre eles, Edna Granato, Olga Ribeiro Vianna(Núcleo de Terapias Integradas) e Alice Faleiros.
E fechando minha participação no projeto, em 2008 realizamos a terceira edição, nesta já tivemos mais profissionais e empresas envolvidos. Foram 21 atividades durante 18 dias, fomos apoiados pela Funepe (Fundação Educacional de Penápolis), Daep,CEA (Centro de Educação Ambiental), Lila (Yoga e pilates) e amigos que ministraram oficinas, sendo eles... Dr. Smiley Castelo Branco, Cilô Lacava, Fernanda Russo, Sami, Bill, Zitho, Valmir Félix, Kátia Rossi, Márcia Garcia, Roberto Bíscaro, Lucas Casella, Rodrigo Matias, Rafael de Freitas, Thiago Mazucato e eu (com a oficina de iniciação à colagem).

colagem


colagem s/ papel
10x15cm
2009

desenho

desenho